quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Token doações de Ouro para a Pátria - Alemanha 1ª Guerra

IN EISERNER ZEIT 1916


Em todos os países, o financiamento da guerra tornou-se uma grande preocupação, enquanto a guerra se estende ela consumia uma enorme quantidade de material. O apelo ao patriotismo civil, em seguida, passou a chamada para doações de metais preciosos. Em 1916, o Banco Imperial da Alemanha deu-se a expressão de datada da época das guerras napoleônicas. É, de fato, em 1813, o rei prussiano Frederico Guilherme III, ansioso para retomar a luta contra Napoleão, tinha convidado os seus súbditos para "dar o ouro ao ferro" e, assim, financiar as campanhas militares que viriam. Em 1916, os cidadãos alemães foram novamente convidados a dar seus metais preciosos (Ouro, jóias, ...) ao Estado, em troca, deu-lhes um sinal de gratidão como um símbolo de recordação.

Esta medalha de 1916, mostra uma mulher entrega suas joias rodeado pelo slogan patriótico ''Tempo de Ferro ", com um outro slogan na parte de trás exclamando: a virtude de " dar o ouro ao ferro de forma a homenagear a resistência ". Estas medalhas, tamanho aproximado 4cm. Medalhão em Ferro e pintura em esmalte.



GOLD
GAB ICH ZUR
WEHR EISEN
NAHM ICH ZUR
EHR

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Medalha Japonesa da Campanha 1914-1920

Medalha de campanha 1914-1920 foi promulgada pelo Decreto Imperial n. º 203 na Guerra do Japão-Alemanha (cerco de Tsingtao) 6 de novembro, Taisho 3-9 (1914-1920).

O Cerco de Tsingtao foi o ataque ao controlado porto alemão de Tsingtao (atual Qingdao) na China, durante a I Guerra Mundial pelo Japão Imperial e do Reino Unido. Decorreu entre 31 de Outubro e 7 de novembro de 1914 e foi disputada pelo Japão Imperial e do Reino Unido contra a Alemanha. Foi o primeiro encontro entre as forças japonesas e alemãs, e também o conjunto britânico-japonesa primeira operação durante a guerra.

Cerco de tsingtao

Depois de tomar posse do território de Kiaochow e ilhas alemãs do Pacífico, o Japão está atrasada em relação ao conflito mundial, preferindo aproveitar da turbulência na China após a morte de Yuan Shikai em 1916 reforçar a sua posição na Manchúria.

No entanto, em 1917, a pedido da Grã-Bretanha, as autoridades japonesas concordaram em enviar forças navais na África do Sul e especialmente no Mediterrâneo, onde serão baseadas em Malta navios japoneses  realizaram várias missões até 1918, acompanhando o transporte de tropas, e navios anti-submarinos.

Enquanto isso, a "Revolução de Outubro" e os bolcheviques chegaram ao poder irão mudar os planos japoneses no Oriente. Inicialmente, as autoridades de Tóquio temem um contágio das idéias revolucionárias na China, onde os comunistas e os nacionalistas parecem estar de acordo para restabelecer a autoridade do Estado. Posteriormente, eles estão mais preocupados com o impacto político e econômico que a guerra civil na Rússia representa para os interesses japoneses na Manchúria, que começou a refugiar-se muitos russos, civis e militares, se opuseram ao novo regime. É na Sibéria oriental que o Japão, portanto, mais uma vez intervil militarmente quando o ano de 1918:

- Em janeiro, os navios japoneses são enviados pelos Estados Unidos, França e Grã-Bretanha para acompanhar Vladivostok e seus grandes depósitos de material entregue pelos Aliados para o exército russo antes da revolução.

- Em março, os japoneses desembarcaram 17.000 homens em Vladivostok, que se juntará em breve novos contingentes, elevando o total para mais de 70.000 homens, de longe a maior de todas as forças aliadas. Para servir os seus interesses, os japoneses não hesitam em invocar os líderes 'branco', sobretudo Ataman Semenov eles preferem o almirante Kolchak (o último será entregue para os Vermelhos, em janeiro de 1920, em Irkutsk.

Onipotente na Manchúria, que serve como uma base logística, os japoneses tomaram o controle da Sibéria até o leste do lago Baikal e ocupara esta parte do leste da Sibéria até outubro de 1922.


A Medalha Comemorativa 1914-1920 foi criada em Fevereiro de 1920 para honrar a forças terrestres e navais que participaram em operações no Mediterrâneo e na Sibéria. Ele substitui de fato à Medalha de (1914-1915)
O significado do kanji da Caixa.Militar Medal of Honor Taisho 3-9 anos (1914-1920) .


Caixa em paulownia.

kanji do lado reverso da medalha está escrito o seguinte.
Campanha Taisho 3-9 anos (1914-1920)




No Anverso há uma bandeira da bandeira do exército e da Marinha e um crisântemo no auto.




sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Medalha de Vitoria FEB Ex-combatentes

Medalha da Assossiação dos Ex-combatente do Brasil , medalha da Vitória 08/05/1945 - Seção de Campos


quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Medalha de Serviços de Guerra da Marinha do Brasil - 2ª Guerra

Instutuída em 13 de dezembro de 1943 pelo Decreto 6095 a Medalha de Seviços de Guerra era concedida aos militares das Marinhas de Guerra Nacional e Aliadas, da ativa, da reserva ou reformados e aos Oficiais e tripulantes dos navios mercantes nacionais e aliados, que tenham prestado valiosos serviços de guerra quer a bordo dos navios quer em comissões em terra.
Em bronze, no anverso: - uma âncora clássica ao centro, tendo na curva superior a inscrição - Serviços de Guerra - e no exergo - Marinha do Brasil - separadas por duas pequenas estrelas e as palavras, entre si, por pontos. Reverso tendo na parte central, em baixo-relevo, uma divisão de três contra-torpedeiros navegando a 3/4 de frente.

Fita em seda chamalotada, de azul-marinho, com uma faixa central em cinza-azul-pérola, e dois frisos laterais junto às orlas (da mesma cor da fita). Na fita da medalha poderiam exibir uma, duas ou três estrelas de acordo com o tempo de serviço.






Infelizmente essa medalha foi "garimpada" sem a fita. e mas em bom estado de conservação, mas é um exemplar raro.  Pertenceu a o marinheiro José Ferreira (RJ), falecido em 1996 (sem mais informações).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...