terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Barrete Inglês 1ª e 2ª Guerra Mundial

MEDAL GROUP MIDDLESEX REGIMENT

Este é um grupo de medalha WWI e WWII, este barrete perteceu a o Cabo do Exercito Britânico Alfred Madle, do 1815 Regimento Middlesex. (1815 CPL. A. MADLE, MIDD`X R). Alfred Madle recebeu a  Member of the British Empire  em 1956. 

Complemento: THE LONDON GAZETTE, 31 MAY, 1956, Alfred MADLE, Condecorado com MBE por Serviços de política pública em Middlesex.

  • The 1914-15 Star
  • Medalha de Guerra 1914-1919
  • Medalha da Vitória 1914-1919
  • MBE - Member of the British Empire (Membro Civil, modelo pós 1936).
  • Medalha de Defesa 1939-1945




Este conjunto possui o seu barrete miniatura já mostrado aqui no blog. AQUI

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Medalha da Vitória - Grecia 1ª Guerra

Μετάλλιο της Νίκης

Criada em 22 de setembro de 1920 nos moldes estabelecidos no início de 1919 e seguido pelos países aliados.
Aborda todas as forças gregas que serviram entre 9 de setembro de 1916 e 17 de setembro de 1918 na frente da Macedónia,  pelo menos, três meses de serviço ativo ou tenha sido ferido ou morto em combate e aos marinheiros e contingente que partiram para lutar na Rússia em 1919 (Guerra Civil Russa 1919-1921), e as forças gregas que lutaram em partes da Ásia menor.

A medalha é a obra do escultor francês Henri-Eugène Nocq. Para o reverso, foi inspirado por uma reconstrução moderna da Paionios Victory (o que resta do original é mantido no museu de Olímpia). Esculpido por Paionios de Mendé, cerca de 420 aC, a estátua foi encomendada pelos messênios e Naupactiens em agradecimento a Zeus pela vitória sobre Esparta durante a Guerra do Peloponeso.
Escrito no verso: 

Ο ΜΕΓΑΣ ΥΓΕΡ ΤΟΥ ΓΟΛΙΤΙΣΜΟΥ ΓΟΛΕΜΟΣ
 " A Grande Guerra pela civilização "

Há diversas variações de fabricação.
  • Tipo 1 (modelo oficial): É nomeado após o escultor Henry NOCQ na borda do anverso.
  • Tipo 2 :Como acima, distingue-se pela assinatura diferente do escultor, HENRY NOCQ (nome em letras maiúsculas), colocado acima da borda do anverso.
  • Tipo 3 :Detalhes diferentes, especialmente no anel do suporte da fita. Este modelo não conter a assinatura do escultor e vice-versa, mas no local da assinatura a algarismos grego O.
  • Tipo 4 :Fabricação Huguenin. Este modelo não conter a assinatura do escultor.

 Medalha e a caixa original em papelão do fabricante Victor Canale de Paris.

Medalha do tipo 1


No verso tem a figura de Hercule menino, lutando contra serpentes no quadro a baixo tem escrito:

Aliados e associados
  • Inglaterra
  • Montenegro
  • América (Estados Unidos)           
  • Portugal
  • Bélgica                                         
  • Rússia
  • França                                         
  • Romênia
  • Grécia                                          
  • Sérvia
  • Itália                                             
  • Siam
  • Japão                                            
  • etc 
Assinatura do escultor Henry NOCQ



quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Tabela com os Claps de Batalha da Medalha da Vitória EUA.

Nesta Tabela podemos consultar a divisões e o quantidades emitidas de grampos de batalha da MV americana na Primeira Guera Mundial, esta uma tabela é oficiais do Exercito Americano em 1920-30. Esta tabela auxilia com mais precisão, evitando combinação estranhas e muitas vezes impossíveis facilmente encontradas no mercado de leilões online. 
Esta tabela estão de fora grampos 


Imagem meramente ilustrativa, tal combinação
é simplismente impossível.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Ordem de Vittorio Veneto - Itália

Ordine Di Vittorio Veneto  

Ordem de Vittorio Veneto: instituída em 18 de março de 1968 pelo Presidente da República da Itália para honrar todos os militares da Primeira Guerra Mundial que já tinha ganho, por seus atos corajosos, uma Guerra Mérito Cruz ou, pelo menos, tinha direito a receber uma. Os destinatários (mais de 600,000, de acordo com o Ministério da Defesa) foram incluídos na ordem após a aceitação da sua candidatura dirigida ao Conselho da Ordem, em 1969 o mesmo (se oficiais ou sargentos em tempo de guerra) foram simbolicamente promovido a uma classificação mais elevada, com uma melhoria da sua aposentadoria.



A Ordem, veio na única classe de "cavaleiro" A cruz da Ordem é feito de bronze preto, com quatro braços iguais e pontiagudo. embelezado por coroas de louros em relevo, o reverso da cruz carrega uma estrela rodeada pela inscrição:

 " ORDINE DI VITTORIO VENETO "

Enquanto o inverso é decorado por um capacete modelo Adrian . A fita é dividida verticalmente em três partes iguais: uma central em branco-azul-branco, ladeado em ambos os lados por seis listras estreitas na cor verde-branco-vermelho repetido duas vezes. 
Na opinião de muitos especialistas ", a Ordem de Vittorio Veneto é um um anômalo, sendo condenado à extinção com a morte de seu último cavaleiro; para evitar tal ocorrência triste, foi recentemente proposta (aparentemente sem resultado) para estender a sua knigthood (Titular de Cavaleiro) aos veteranos até a Segunda Guerra Mundial. Na minha opinião é um exagero desconsiderar, mesmo tardia, a  criação de uma Medalha ou Ordem em honra aos veteranos de guerra esta opinião se estende a todos os graus de homenagens e reconhecimento aos feitos militares. 


Aniversário de 85 anos do final na Primeira Guerra em 2003.

 Mais antigo soldado na Itália, Delfino Borroni,
* 23 de agosto de 1898
 + 26 de outubro de 2008

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Medalha de Mérito Militar, classe IV, de 1917 - Grécia 1ª Guerra

Στρατιωτικόν Μετάλλιον

A medalha foi criada como a Medalha Militar (Στρατιωτικόν Μετάλλιον) pelo Governo de Defesa Nacional em 28 de outubro de 1916, e foi adotado como a Medalha de Mérito Militar a nível nacional pelo Decreto Real de 30 de Junho de 1917. Originalmente, a medalha teve 4 classes, com as classes 3ª, 2ª e 1ª distinguidos, respectivamente, por uma coroa de louros de bronze, prata e dourada na fita, enquanto que a 4ª classe era simples.

Seu design, pelo escultor francês André Rivaud que também projetou a 1916 Cruz de Guerra , foi semelhante ao da versão atual, uma Cruz Pattee em cobre côncava com os braços Grossos, fechados em uma coroa de louros e com duas espadas cruzadas curta sobreposta. Nos braços da Cruz com a legenda:

 ΑΜΥΝΕΣΘΑΙ ΠΕΡΙ ΠΑΤΡΗΣ 
"Para defender a Pátria",
(uma citação da Ilíada). 

A versão 1916 teve um Phoenix saindo das suas cinzas no centro, enquanto a versão pós-1974 substitui o emblema nacional da Grécia . 
A versão 1916 novo verso da medalha esta escrito ΕΛΛΑΣ 1916-1917 ("Grécia 1916-1917") apesar de algumas medalhas de omitir a data ou a inscrição no total,  A medalha e suspensa por uma fita amarela com duas listras pretas. Quando usado como uma barra de fita , as coroas circulares foram substituídos por ramos. Devido à escassez de dispositivos oficialmente sancionados no período 1916-1922, premiados use muitas vezes feitas de dispositivos similares de outras medalhas, especialmente as francesas Croix de Guerre . 

Estas cruzes são feitas de bronze, mas há variações de fabricação, incluindo fitas de tecelagem diferentes é difícil determinar a data de fabricação dos modelos. No entanto, o modelo chamado "AA Sue L. Rivaud Thessaloniki 1917" no verso é sem dúvida um dos fabricados primeira leva. 



 Modelo sem identificação do Fabricante


"AA Sue L. Rivaud Thessaloniki 1917

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Abrigo alemão da Primeira Guerra encontrado na França

Arqueólogos descobriram recentemente na França os restos mortais de 21 soldados alemães da Primeira Guerra Mundial em um abrigo subterrâneo que não tenha sido tocado desde o dia em que foi destruída por bombas francesas há 93 anos. Livros de bolso e um rosário de oração contam histórias de vida nas trincheiras - mas a Alemanha não quer ouvi-los.

Link em Inglês

sábado, 29 de outubro de 2011

Medalha da Vitória - Inglaterra, 1ª Guerra

Victory Medal 1914 - 1919

Instituído em 1919,  Medalha da Vitória Britânica Inter-Aliadas . O design característicos acordada por todas as nações aliadas.
A medalha é a obra do pintor escocês William Mc Millan , escolhidos através de uma concurso. Ele tem dois modelos principais:

O modelo geral para as tropas britânicas (incluindo o Império e seus domínios , excluindo a África do Sul ).
O modelo específico da África do Sul , aprovada por uma decisão de dezembro de 1920, que tem a distinção de ser bilíngue ( Inglês e Holandês) para contabilizar os africânderes .

Em janeiro de 1920 foi também adotado um símbolo (um ramo de folhas de carvalho ) grampeada na fita das medalhas que o beneficiário tem sido citado (" mencionado nos despachos "ou MID) entre 1914 e 1920 (cerca de 141 000 citações). Há vários fabricantes

Descrição : - Bronze, 36 milímetros de diâmetro , com acabamento dourado. Suspensão por meio de um anel de 14 milímetros.

Anverso retrata a figura de pé ( Vitória Alada), segurando uma palma de vitória .
Reverso: dentro de uma grinalda a inscrição " A Grande Guerra pela Civilização 1914 - 1919 .* África do Sul produziu em  Inglês/Africanês, versão bilíngüe com a inscrição suplementar » "De Grote oorlog voor de BESCHAVING 1914 - 1919"

Fita padrão de arco-íris duplo , do centro para as bordas:  vermelho / laranja / amarela / verde / azul / roxo 



 Medalha "Batizada" ( Nomeada )

Medalha nomeada L-26225 Gnr. J. Connell. R.A (Real Artilharia)

James Connell, RFA, que foi para a França em 27 de Novembro de 1915. O 'L' indica um "gunner" recrutados localmente, o que significa que ele estava em uma das brigadas RFA entre aproximadamente 148ª Brigada RA e 180ª Brigada RA.

sábado, 15 de outubro de 2011

Cruz de Fogo - Bélgica 1ª Guerra

Croix Du Feu

A "Carta da Fogo" foi criado em maio de 1932 para ser atribuído a todos os belgas e voluntários estrangeiros que tenham completado pelo menos 12 meses em uma unidade em contato com o inimigo. Em abril de 1933 criou-se o emblema da Cruz de Fogo usada na lapela pelos portadores das "cartas de Fogo" foi inicialmente reconhecido como Documento de Registro de Serviço ou  "Carte du Feu" e a emissão de um emblema de lapela. Em fevereiro de 1934, o emblema e documento foi substituído pela Medalha Cruz de Fogo (Croix du Feu).

Emblema de lapela

 Este atribuído a um soldado Francês, além da Cruz de Fogo, ele também recebeu a Croix de Guerre com duas palmas das mãos, a Medalha Voluntário Combatente, a Medalha da Vitória e da Medalha Comemorativa 1914-1918.

A medalha tem a forma de um retângulo montado sobre uma cruz grega curta. O anverso mostra um campo de batalha com uma arma de artilharia de campo na distância e um capacete e baioneta em primeiro plano. Um sol radiante rompendo as nuvens acima. Esta cena é emoldurada por dois pilares de louro a esquerda e a direita. O reverso mostra um ramo de louro diagonal com a inscrição central "SALUS PATRIAE SUPREMA LEX", inferior direita são as datas 1914-1918 e parte superior a esquerda uma coroa real radiante. A assinatura designers "A. Rombaut" é canto inferior esquerdo. A medalha existem em três variantes 

A fita: vermelho com três listras azuis, uma no centro e as outras duas perto das bordas

Cruz de Fogo do Tipo A2

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Medalha Quarenta homens e oito cavalos "40 / 8" - USA 1ª Guerra

La Societe des Quarante Hommes at Huit Chevaux "40 / 8''

Quarenta e Oito e símbolos refletem suas origens da Primeira Guerra Mundial. Quando soldados americanos na França foram transportados para a frente de batalha em ferrovias de bitola estreita francês (Chemin de Fer) dentro de vagões (voitures) que eram metade do tamanho dos vagões americano. Cada vagão francês foi marcado com um "40 / 8"denotando a sua capacidade para manter ou quarenta homens ou oito cavalos. Este modo um tanto vergonhoso e muito desconfortável de transporte era familiar a qualquer tropa que foram movidas desde a costa até a linha de frente nas trincheiras, uma miséria comum entre os soldados americanos que, posteriormente encontrado "40 / 8" um símbolo do mais profundo de serviço, sacrifício e horrores da guerra silenciosa .




Em 1920, na convenção nacional da Legião Americana, em Cleveland, 700 legionários incorporaram a "Companhia 40 / 8". Os primeiros estatutos foram aprovados em 1921: eles insistem em programas de assistência para fornecer jovens americanos em vários campos (educação, saúde, esporte ,...) bem como para ações para reforçar os direitos dos ex-combatentes. Em 1929, a associação chegou a 27 mil membros, de modo em que ele está vinculado a "Elite" da Legião Americana .

Tornou-se independente da Legião Americana, após a Segunda Guerra Mundial, esta associação ainda existe e é aberta para veteranos de outros conflitos que os EUA fazem parte.

A medalha geral, anverso e reverso. 
A fita, céu azul, foi escolhido em memória do horizonte azul.





terça-feira, 27 de setembro de 2011

The Gallipoli Star - "Item de Coleção" e "Replicas"

The Gallipoli Star

Após a apresentação para os veteranos, 700 medalhas restantes foram vendidas para recuperar alguns dos custos associados ao projeto. Esta é uma daquelas medalhas para recuperação de custos - As 700 medalhas foram marcadas como "Item de Colecionador" inscrita no verso.

Esta medalha tem "Collectior's Item" e as iniciais inscritas no verso "A.J.P."(A.J. Parkes & PTY LTD Brisbane)
 


The Gallipoli Star marcada como "Replica". Este também, está se tornando "raras". Quanto os fabricantes da "medalhas réplica" tem sido forçados a parar qualquer produção adicional destas medalhas.




Fontes: internet 

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A Estrela de Gallipoli - Austrália e Nova Zelândia - 1ª Guerra

The Gallipoli Star
A estrela que nunca brilhou




Em novembro de 1917, o rei George V aprovou a criação de uma medalha de distinção da Força Expedicionária Britânica (BEF) em 1914:  The 1914 Star.

Entretanto, o Conselho do Exército aprovou a criação de uma medalha comemorativa para os membros das forças australianas expedicionária (FIA) e da Nova Zelândia (NZEF) comprometidos com Gallipoli. O Rei confirma esta proposta, os governos da Austrália e Nova Zelândia foram convidados a apresentar o projeto de uma medalha.

The Star Gallipoli teve a sua génese numa proposta pelo Tenente-General Birdwood GOC um ANZAC, em outubro de 1917, os membros da FIA e NZEF, que haviam partido antes de sua terra natal 31 de dezembro de 1914, ser agraciado com o "The 1914 Star". Depois de seu envolvimento na batalha de  Gallipoli - a proposta foi convertido em uma medalha de reconhecimento de serviço em Gallipoli. Em um telegrama do Governador Geral da Commonwealth da Austrália para o Secretário de Estado para as Colônias, recebido  pelo Instituto Colonial  no dia 11 de maio de 1918, o GG disse claramente que o "Governo ... Commonwealth considera "A Estrela de Gallipoli" deve ser emitido somente para oficiais e soldados que desembarcaram em Gallipoli..." Sua Majestade o Rei, aprovou o projeto para a medalha da Estrela de Gallipoli e fita a ser concedido, em suas próprias palavras, para ".. todos os oficiais e soldados do Dominio da Australia e NZ, e as forças militares da Terra Nova que realmente serviram com uma Força Expedicionária, desde que eles desembarcaram na península de Gallipoli, antes da evacuação das mesmas. " A estrela e a fita foram desenhadas pelo subtenente, RK Peacock do Departamento de Defesa. The Star Gallipoli consiste de uma estrela de oito pontas em bronze e no rosto da estrela é um círculo de prata com uma coroa no centro cercado pela palavras "Gallipoli 1914-1915",  cada ponta da estrela que representa cada um dos seis Estados da Commonwealth, dos Territórios e Nova Zelândia. A fita simbólica consiste de uma borda externa de ouro e vermelho representando o brilho prateado da samambaia e a flor da Rata da Nova Zelândia, separados por uma faixa central de azul representa o mar que as tropas dependiam.

Australian War Memorial, confirma que milhares de metros de fita foram tecidas, e estavam realmente prontos para emissão. Sérias dificuldades surgiram após o anúncio do prêmio da medalha foram feitos, devido à forte objeção sendo tomadas por alguns membros do Parlamento Britânico e da imprensa na Inglaterra porque a estrela Gallipoli não poderia ser atribuídas as tropas britânicas que lutaram na penísula, foi então abandonada.

Tornou-se claro que todas as forças que servem em várias frentes em 1915 poderia, por sua vez requerem uma testemunha para qualquer grande operação. Além disso, em outubro de 1918, o Conselho Britâncio de Guerra sugeriu acriação uma medalha único comum a todas as tropas britânicas (com exceção dos destinatários da Estrela em 1914) se engajado em qualquer teatro de operações até no final de 1915, que incluiu, em seguida, a expedição Gallipoli. Todos os governos envolvidos aceitaram esta proposta e assim nasceu a Estrela 1914-1915 (The Star 1914-15). A última sugestão, feita pela Nova Zelândia em 1917 para criação de um grampo "Gallipoli" para Medalha Comemorativa 1914-1918 (British Medalha de Guerra) ou para Star 1914-15 . Teria distinguido as tropas expedicionárias da Austrália e Nova Zelândia que serviram em Gallipoli. Mas em 1920, a idéia de criar clipes comemorativos de várias campanhas da Primeira Guerra Mundial era tão complexo que nem vingou.

Desde 1918, o nos períodos de 1949-1950, e 1962-1966, os esforços têm sido feitos na Austrália, através da representação parlamentar, para o concedimento da Estrela de Gallipoli. Esses esforços resultaram no Medalhão de Gallipoli, com emblema de lapela correspondente, sendo emitido pelo governos da Austrália e  NZ em 1967, quando a França ainda, em junho de 1926, já havia estabelecido a medalha comemorativa dos Dardanelos .

Em meados de 1990 a medalha foi finalmente cunhada por meio de dos esforços de Mr. Ross E. Smith OAM de Canberra fabricaram a medalha e a fita do projeto original, a fim de comemorar o aniversário 75 anos do Desembarque do Anzacs em Gallipoli, 25 de Abril, 1915-1990. As medalhas foram apresentados por iniciativa de  Ross Smith, veterano do Vietnã, cerca de 1000 Estrelas de Gallipoli foram produzidas que e destas 200 foram entregues como um presente pessoal do Sr. Smith aos ANZACS veteranos remanescentes, na época, (150 australianos e 50 neozelandeses). As medalhas foram baseados naqueles feitas originalmente para os soldados da Austrália e Nova Zelândia em 1916. No entanto, o governo britânico não aprovou formalmente. As medalhas restantes foram disponibilizados através de uma franquia exclusiva, Medalhas Suttle, de Summer Hill, Sydney.
Note-se que, lamentavelmente, a Estrela de Gallipoli permanece um prêmio privado, sem posição oficial. 

Notem que a Estrela de Gallipoli , posicionada em um barrete
oficial, esta exemplo foi de iniciativa do próprio veterano.
detalhe do Medalhão de Gallipoli emitido em 1967.

Fontes: 
Internet, Australian War Memorial, .medailles1914-1918,  James Wilkinson NZ.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Medalha da Vitória - Itália 1ª Guerra

 La Medaglia a Ricordo Della Gverra Evropea

Criado em dezembro de 1920 nos moldes estabelecidos no início de 1919 e respeitado pelos aliados  que adotam a medalha comemorativa coletiva.
Um concurso foi organizado pelo Ministério da Guerra para definir um modelo e que o projeto de Gaetano Orsolini  foi escolhido. Existem diversas variações de fabricação.

Fabricante:  Lorioli  & Castelli



sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Barrete Miniatura Britânico 1ª e 2ª Guerra Mundial

WWI WWII MBE MEDAL GROUP MIDDLESEX REGIMENT

Este é um grupo de medalha em miniatura WWI e WWII, este barrete miniatura pertenceu a o Cabo do Exercito Britânico Alfred Madle, do 1815 Regimento Middlesex. (1815 CPL. A. MADLE, MIDD`X R)
Trio WWI:
  • The 1914-15 Star
  • Medalha de Guerra 1914-1919
  • Medalha da Vitória 1914-1919
WWII
  • MBE - Member of the British Empire (Membro Militar, modelo pós 1936).
  • Medalha de Defesa 1939-1945

    Complemento: THE LONDON GAZETTE, 31 MAY, 1956, Alfred MADLE,  Condecorado com MBE por Serviços de política pública em Middlesex.





 Middlesex Regiment

sábado, 27 de agosto de 2011

Aniversário de 1 ano do Blog Medalhas de Guerra

С Днем Рождения


Dia 11 de Agosto, comemorou-se 1 ano do blog Medalhas de Guerra no ar. Agradeço a todos que escreveram comentários e emails. Obrigado por fazer do blog um sucesso. Temos vários anos pela frente com muito mais novidades. Obrigado a todos!!!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

"PUC" Citação Presidencial para Unidade - EUA 2ª Guerra

Army Presidential Unit Citation

A citação da unidade presidencial, originalmente chamada de Distinguished Unit Citation é concedido às unidades das Forças Armadas dos Estados Unidos e aliados por heroísmo extraordinário em ação contra um inimigo armado, em ou após 07 dezembro de 1941 (data do ataque a Pearl Harbor e o início do entrada do EUA na Segunda Guerra Mundial ). A unidade deve mostrar valentia, determinação e espírito de corpo no cumprimento de sua missão em condições extremamente difíceis e perigosas de modo a ajustá-lo à acima de outras unidades que participam na mesma campanha.

Desde a sua criação por portaria de 26 de fevereiro de 1942, retroativo a 7 de dezembro de 1941, para 2008, a Citação Presidencial de Unidade foi premiado em conflitos como a Segunda Guerra Mundial, a Guerra Fria , Guerra da Coréia, da Guerra do Vietnã, Guerra do Iraque, no Afeganistão Guerra, etc.

O grau de heroísmo necessário é a mesma que teria para a adjudicação da Cruz de Serviços Distintos, Cruz da Força Aérea ou Cruz da Marinha a um indivíduo. Em alguns casos, um ou mais indivíduos dentro da unidade pode também ter sido concedido reconhecimentos pessoais por sua contribuição para as ações para que a sua unidade inteira foi premiado com uma Menção Presidencial de Unidade.
Esta é uma das condecorações que só existem na forma de Ribbon bar e não na forma de medalha. Caso a Unidade condecorada fosse novamente condecorada, folhas de carvalho eram adicionadas ao ribbon bar.



PUC em um uniforme de Oficial da Força Aérea

 Conjunto com as 2 versões de PUC:
PUC, PUC com 2 Folhas de Carvalho, periodo da Segunda Guerra Mundial

A PUC também foi atribuida ao Esquadrão de Caça Brasileiro na Segunda Guerra mundial, o Senta a Púa.

Alguns dos trechos da Proposta de Citação Presidencial de Unidade enviado pelo Comandante do 350th Fighter Group, Coronel-aviador Ariel Nielsen, ao XXII Comando Aerotático, resumem fielmente as atividades do Grupo de Caça nesta fase da guerra:

"Proponho-vos seja o 1º Grupo de Caça Brasileiro citado pelos relevantes feitos realizados no conflito armado contra o inimigo, no dia 22 de abril de 1945.
Este Grupo entrou em combate numa época em que era máxima a oposição da antiaérea aos çaça-bombardeiros. Suas perdas têm sido constantes e pesadas e têm tido poucas substituições. À medida que se tornaram menos numerosos cada um passou a voar mais, expondo-se com maior freqüência. Mesmo assim, em várias ocasiões, tive que refreá-los quando queriam continuar voando, porque considerei que já haviam ultrapassado o limite de resistência.
A perícia e a coragem demonstradas nada deixam a desejar. chamo-vos a atenção para a esplêndida exibição do seu excelente trabalho contra todas as formas de interdição e coordenação de alvos.
Em minha opinião, seus ataques na região de San Benedetto, no dia 22 de abril de 1945, ajudaram a preparar o caminho para a cabeça de ponte estabelecida pelos Aliados, no dia seguinte, na mesma região. A fim de completar isso, o 1º Grupo de Caça Brasileiro, em seus feitos, excedeu os de todos os outros Grupos e sofreu sérias perdas.
Acredito estar refletindo o sentimento de todos os que conheceram o trabalho do 1º Grupo de Caça Brasileiro, ao recomendar que eles recebam a Citação Presidencial de Unidade (PUC - Presidential Unit Citation). Tal citação é, não só meritória, mas tornar-se-ia carinhosa à lembrança dos brasileiros, na comemoração dos esforços que foram desenvolvidos neste Teatro de Operações."

A condecoração acabou não sendo oficializada após a guerra, pois este tipo de comenda somente era atribuído a unidades americanas e de tamanho superior ao do Grupo de Caça. Esta grande injustiça só seria reparada 41 anos após o final da 2ª Guerra Mundial. No dia 22 de abril de 1986, por determinação do então Presidente dos EUA, Ronald Reagan, o 1º Grupo de Aviação de Caça recebeu, durante as comemorações do "Dia da Aviação de Caça", realizadas anualmente na Base Aérea de Santa Cruz, a merecida Citação Presidencial Americana. Somente uma unidade inglesa que lutou durante a Batalha da Inglaterra detém, juntamente com o Grupo de Caça, a honra de possuir tal distinção. Infelizmente, por motivos até hoje desconhecidos, os integrantes do 1º Grupo de Aviação de Caça estiveram proibidos de usar tão importante condecoração. Esta proibição incluiu também o estandarte da unidade. Felizmente, esta proibição foi cancelada, e atualmente o Grupo de Caça e seus integrantes ostentam, com orgulho, a merecida comenda.
Fonte do trecho de texto: Carlos Daróz
http://darozhistoriamilitar.blogspot.com/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...