terça-feira, 27 de setembro de 2011

The Gallipoli Star - "Item de Coleção" e "Replicas"

The Gallipoli Star

Após a apresentação para os veteranos, 700 medalhas restantes foram vendidas para recuperar alguns dos custos associados ao projeto. Esta é uma daquelas medalhas para recuperação de custos - As 700 medalhas foram marcadas como "Item de Colecionador" inscrita no verso.

Esta medalha tem "Collectior's Item" e as iniciais inscritas no verso "A.J.P."(A.J. Parkes & PTY LTD Brisbane)
 


The Gallipoli Star marcada como "Replica". Este também, está se tornando "raras". Quanto os fabricantes da "medalhas réplica" tem sido forçados a parar qualquer produção adicional destas medalhas.




Fontes: internet 

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A Estrela de Gallipoli - Austrália e Nova Zelândia - 1ª Guerra

The Gallipoli Star
A estrela que nunca brilhou




Em novembro de 1917, o rei George V aprovou a criação de uma medalha de distinção da Força Expedicionária Britânica (BEF) em 1914:  The 1914 Star.

Entretanto, o Conselho do Exército aprovou a criação de uma medalha comemorativa para os membros das forças australianas expedicionária (FIA) e da Nova Zelândia (NZEF) comprometidos com Gallipoli. O Rei confirma esta proposta, os governos da Austrália e Nova Zelândia foram convidados a apresentar o projeto de uma medalha.

The Star Gallipoli teve a sua génese numa proposta pelo Tenente-General Birdwood GOC um ANZAC, em outubro de 1917, os membros da FIA e NZEF, que haviam partido antes de sua terra natal 31 de dezembro de 1914, ser agraciado com o "The 1914 Star". Depois de seu envolvimento na batalha de  Gallipoli - a proposta foi convertido em uma medalha de reconhecimento de serviço em Gallipoli. Em um telegrama do Governador Geral da Commonwealth da Austrália para o Secretário de Estado para as Colônias, recebido  pelo Instituto Colonial  no dia 11 de maio de 1918, o GG disse claramente que o "Governo ... Commonwealth considera "A Estrela de Gallipoli" deve ser emitido somente para oficiais e soldados que desembarcaram em Gallipoli..." Sua Majestade o Rei, aprovou o projeto para a medalha da Estrela de Gallipoli e fita a ser concedido, em suas próprias palavras, para ".. todos os oficiais e soldados do Dominio da Australia e NZ, e as forças militares da Terra Nova que realmente serviram com uma Força Expedicionária, desde que eles desembarcaram na península de Gallipoli, antes da evacuação das mesmas. " A estrela e a fita foram desenhadas pelo subtenente, RK Peacock do Departamento de Defesa. The Star Gallipoli consiste de uma estrela de oito pontas em bronze e no rosto da estrela é um círculo de prata com uma coroa no centro cercado pela palavras "Gallipoli 1914-1915",  cada ponta da estrela que representa cada um dos seis Estados da Commonwealth, dos Territórios e Nova Zelândia. A fita simbólica consiste de uma borda externa de ouro e vermelho representando o brilho prateado da samambaia e a flor da Rata da Nova Zelândia, separados por uma faixa central de azul representa o mar que as tropas dependiam.

Australian War Memorial, confirma que milhares de metros de fita foram tecidas, e estavam realmente prontos para emissão. Sérias dificuldades surgiram após o anúncio do prêmio da medalha foram feitos, devido à forte objeção sendo tomadas por alguns membros do Parlamento Britânico e da imprensa na Inglaterra porque a estrela Gallipoli não poderia ser atribuídas as tropas britânicas que lutaram na penísula, foi então abandonada.

Tornou-se claro que todas as forças que servem em várias frentes em 1915 poderia, por sua vez requerem uma testemunha para qualquer grande operação. Além disso, em outubro de 1918, o Conselho Britâncio de Guerra sugeriu acriação uma medalha único comum a todas as tropas britânicas (com exceção dos destinatários da Estrela em 1914) se engajado em qualquer teatro de operações até no final de 1915, que incluiu, em seguida, a expedição Gallipoli. Todos os governos envolvidos aceitaram esta proposta e assim nasceu a Estrela 1914-1915 (The Star 1914-15). A última sugestão, feita pela Nova Zelândia em 1917 para criação de um grampo "Gallipoli" para Medalha Comemorativa 1914-1918 (British Medalha de Guerra) ou para Star 1914-15 . Teria distinguido as tropas expedicionárias da Austrália e Nova Zelândia que serviram em Gallipoli. Mas em 1920, a idéia de criar clipes comemorativos de várias campanhas da Primeira Guerra Mundial era tão complexo que nem vingou.

Desde 1918, o nos períodos de 1949-1950, e 1962-1966, os esforços têm sido feitos na Austrália, através da representação parlamentar, para o concedimento da Estrela de Gallipoli. Esses esforços resultaram no Medalhão de Gallipoli, com emblema de lapela correspondente, sendo emitido pelo governos da Austrália e  NZ em 1967, quando a França ainda, em junho de 1926, já havia estabelecido a medalha comemorativa dos Dardanelos .

Em meados de 1990 a medalha foi finalmente cunhada por meio de dos esforços de Mr. Ross E. Smith OAM de Canberra fabricaram a medalha e a fita do projeto original, a fim de comemorar o aniversário 75 anos do Desembarque do Anzacs em Gallipoli, 25 de Abril, 1915-1990. As medalhas foram apresentados por iniciativa de  Ross Smith, veterano do Vietnã, cerca de 1000 Estrelas de Gallipoli foram produzidas que e destas 200 foram entregues como um presente pessoal do Sr. Smith aos ANZACS veteranos remanescentes, na época, (150 australianos e 50 neozelandeses). As medalhas foram baseados naqueles feitas originalmente para os soldados da Austrália e Nova Zelândia em 1916. No entanto, o governo britânico não aprovou formalmente. As medalhas restantes foram disponibilizados através de uma franquia exclusiva, Medalhas Suttle, de Summer Hill, Sydney.
Note-se que, lamentavelmente, a Estrela de Gallipoli permanece um prêmio privado, sem posição oficial. 

Notem que a Estrela de Gallipoli , posicionada em um barrete
oficial, esta exemplo foi de iniciativa do próprio veterano.
detalhe do Medalhão de Gallipoli emitido em 1967.

Fontes: 
Internet, Australian War Memorial, .medailles1914-1918,  James Wilkinson NZ.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Medalha da Vitória - Itália 1ª Guerra

 La Medaglia a Ricordo Della Gverra Evropea

Criado em dezembro de 1920 nos moldes estabelecidos no início de 1919 e respeitado pelos aliados  que adotam a medalha comemorativa coletiva.
Um concurso foi organizado pelo Ministério da Guerra para definir um modelo e que o projeto de Gaetano Orsolini  foi escolhido. Existem diversas variações de fabricação.

Fabricante:  Lorioli  & Castelli



sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Barrete Miniatura Britânico 1ª e 2ª Guerra Mundial

WWI WWII MBE MEDAL GROUP MIDDLESEX REGIMENT

Este é um grupo de medalha em miniatura WWI e WWII, este barrete miniatura pertenceu a o Cabo do Exercito Britânico Alfred Madle, do 1815 Regimento Middlesex. (1815 CPL. A. MADLE, MIDD`X R)
Trio WWI:
  • The 1914-15 Star
  • Medalha de Guerra 1914-1919
  • Medalha da Vitória 1914-1919
WWII
  • MBE - Member of the British Empire (Membro Militar, modelo pós 1936).
  • Medalha de Defesa 1939-1945

    Complemento: THE LONDON GAZETTE, 31 MAY, 1956, Alfred MADLE,  Condecorado com MBE por Serviços de política pública em Middlesex.





 Middlesex Regiment

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...